CORRIDA DE AVENTURA

A corrida de aventura é o desafio extremo, criado para pessoas que não conhecem limites e que dominam os esportes de natureza. Exige destreza, habilidade, força e resistência para vencer os obstáculos físicos, o stress emocional e o tempo prolongado em que nos expomos aos rigores e aos desafios da natureza; exige superarmos os nossos próprios limites. Exige também companheirismo e espírito de equipe para que seja possível completar a prova. Nessas corridas que se desenvolvem preferencialmente em ambientes naturais, dominar as técnicas de caminhada, corrida rústica, mountain bike, escalada, canoagem, rafting, aliados a bons conhecimentos de navegação e sobrevivência, são alguns dos principais requisitos para as equipes em competição.

Esses eventos concentram um número elevado de pessoas, veículos, equipamentos e instalações de apoio em locais que estão se tornando cada vez mais raros e preciosos: os ambientes naturais. Além de tantos desafios, a corrida de aventura apresenta mais um desafio: a conservação dos recursos naturais.

Tanto os organizadores, como os competidores e todos os envolvidos com a competição (equipes de apoio, jornalistas, fotógrafos, equipes de gravação, promotores, pontos de venda, etc) devem adotar uma atitude e um conjunto de práticas que colabore para manter as condições naturais dos locais onde ocorrem esses eventos - é preciso ir além da melhor técnica esportiva e aprimorar nossa ética ambiental, porque o comportamento e a atitude das pessoas é o fator que mais influencia a intensidade dos impactos causados pelas atividades esportivas e recreativas em ambientes naturais.

Embora a repetição de trajetos seja pouco usual, a corrida de aventura concentra um número relativamente grande de pessoas passando por áreas naturais em um curto intervalo de tempo. Isso causa impactos significativos na natureza, que podem levar muito tempo para se recuperar e que podem causar uma interferência marcante e prolongada nos processos naturais. Erosão de trilhas e caminhos, supressão ou danos à vegetação nativa, interferência e abalo de ninhos, tocas e locais de alimentação e aguada de animais são impactos ecológicos previsíveis em uma corrida de aventura.

Em muitos lugares, o trajeto da competição passa por locais ainda isolados, onde vivem pessoas e comunidades alheias à existência e às razões desse tipo de evento. O impacto de uma corrida de aventura no cotidiano dessas pessoas é evidente e devem ser tomadas medidas e atitudes que visem minimizar essa intromissão.

É muito importante que todas as pessoas envolvidas nas corridas de aventura assumam sua responsabilidade pelo cuidado com os recursos naturais e com as interferências no cotidiano das comunidades por onde passam, adotando e divulgando as práticas de mínimo impacto aqui descritas. Desta forma, estaremos contribuindo para a redução dos impactos inerentes a essa atividade e para o fortalecimento de uma ética conservacionista, que deverá colaborar fortemente com a manutenção das áreas naturais públicas e privadas, além de garantir o acesso aos locais onde gostamos de praticar nosso esporte.

CLIQUE NOS LINKS ABAIXO PARA SABER MAIS SOBRE AS PRÁTICAS EM CORRIDAS DE AVENTURA

Realização:

Centro Excursionista Universitário 

WWF.jpg

Apoio:

CEULogo.png
  • Facebook
  • Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now