SEJA CORTÊS COM OUTROS VISITANTES E COM A POPULAÇÃO LOCAL - CAMINHADAS E ACAMPAMENTOS

Um componente muito importante da prática do mínimo impacto em ambientes naturais é a cordialidade entre visitantes e o respeito aos hábitos e costumes da população que vive e trabalha no local visitado ou nas vizinhanças.

Ande e acampe em silêncio, preservando a tranquilidade e a sensação de harmonia que a natureza favorece. Deixe rádios e instrumentos sonoros em casa.

Procure não fazer barulho. Manter silêncio e falar baixo o ajudará a prestar mais atenção ao local visitado, além de aumentar suas chances de ver animais silvestres. Aproveite para ouvir os diversos sons da natureza como o vento, o barulho da água nos córregos ou cachoeiras e o canto dos pássaros. Aprecie detalhes como a variedade de flores, os cogumelos, espécies diferentes de árvores e outros aspectos que podem passar desapercebidos.

Sua segurança também está relacionada com a atenção que você dedica ao caminho, evitando tropeços pela trilha ou acidentes com galhos muito baixos, espinhos, pedras e buracos. Manter a atenção também ajuda a não nos perdermos, enveredando por caminhos secundários ou trilhas sem saída.

As atividades em ambientes naturais são propícias à introspecção e também à consolidação de laços de amizade e ao compartilhamento da experiência de vivenciar e aprender com a natureza. Pega Leve! Não desperdice essa oportunidade.

Não faça barulho no acampamento. Adote a política de boa vizinhança evitando molestar outras pessoas ou grupos com atitudes que talvez os incomodem. Lembre-se que as pessoas podem ter preferências e motivações diferentes das suas. Sempre que possível, mantenha uma distância razoável entre as barracas do seu grupo e as do grupo vizinho.

Se você optar por ouvir música ou tocar instrumentos musicais, lembre-se de restringir a audiência ao seu grupo, mantendo o volume baixo. Desligue qualquer aparelho sonoro à noite e, em qualquer situação, prefira sempre utilizar o fone de ouvido, para evitar incomodar os demais.

Evite usar cores fortes que podem ser vistas a quilômetros e quebram a harmonia dos ambientes naturais. Use roupas e equipamentos de cores neutras, para evitar a poluição visual em locais muito frequentados.

Roupas com cores fortes afugentam os animais silvestres, ajudando a diminuir a probabilidade de avistá-los. Além disso, não combinam com o ambiente natural. Prefira cores neutras, tanto para sua roupa, como para seu equipamento, mas tenha sempre um plástico ou tecido de cor forte dentro da sua mochila para chamar a atenção de uma equipe de socorro, em caso de emergência.

Trate os moradores da área com cortesia e respeito. Comporte-se como um visitante em casa alheia.

Observe e respeite os costumes da localidade evitando atitudes que possam ser ofensivas. Quando estiver em público, seja discreto com seus trajes e hábitos. Desta maneira, suas chances de ser bem recebido aumentam e você poderá aproveitar sua viagem ao máximo, conhecendo uma realidade diferente e aprendendo um pouco mais sobre a diversidade cultural.

Aproveite para apreciar as festas, a culinária e o artesanato local. Aprenda com os outros e, se for solicitado, ensine algo. Aproveite da melhor forma possível essas oportunidades de troca de experiências.

Ao tirar fotografias, lembre-se de sempre pedir permissão, principalmente se você estiver fotografando pessoas, suas casas, locais de trabalho ou locais de culto religioso.

Ao comprar artesanato, não adquira produtos manufaturados a partir de animais e plantas silvestres. Assim, você estará desencorajando este tipo de comércio ilegal.

Em muitas localidades, as comunidades vem se organizando para fazer a recepção dos visitantes, estruturando os equipamentos turísticos como postos de informação, hotéis, pousadas e restaurantes, oferecendo serviços variados como transporte, passeios, condução de visitantes por trilhas e outros atrativos. Procure se informar com a população sobre o que a região oferece e dê preferência aos equipamentos e serviços turísticos locais comprometidos com a conservação da natureza e com a melhoria da qualidade de vida da comunidade. Agindo assim, você estará contribuindo para a sustentabilidade da atividade turística e, consequentemente, para a conservação dos atributos e do ambiente natural que o atraíram até lá.

Peça permissão para passar e para acampar.

Se você estiver atravessando propriedades particulares, procure sempre pedir permissão para passagem ou acampamento. Lembre-se também de manter as porteiras e cancelas como as encontrou. Quem deve resolver se as porteiras ou cancelas ficam abertas ou fechadas é o responsável pela área.

Se no local visitado houver estruturas de apoio, como áreas de piquenique com bancos e mesas, áreas de acampamento, abrigos, trilhas estruturadas, sistema de sinalização e banheiros, lembre-se que você também é responsável pela conservação dessa infra-estrutura, assim como do patrimônio natural.

Prefira contratar os serviços locais de hospedagem, alimentação, transporte e serviços de guias/condutores.

Desse modo, você estará colaborando para que os recursos financeiros permaneçam na comunidade, fazendo a sua parte para contribuir com o desenvolvimento sustentável do local que está visitando.

Realização:

Centro Excursionista Universitário 

WWF.jpg

Apoio:

CEULogo.png
  • Facebook
  • Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now