DEIXA CADA COISA EM SEU LUGAR - ESCALADA EM ROCHA

Não construa qualquer tipo de estrutura, como bancos, mesas, pontes etc. Não quebre ou corte galhos de árvores, mesmo que estejam mortas ou tombadas, pois podem estar servindo de abrigo para aves ou outros animais.

O deslocamento e a remoção de pedras na base de uma via ou em uma parada podem ser minimizados se os escaladores tiverem uma atitude cuidadosa. As paredes rochosas constituem uma comunidade biológica única e especial e as plantas e líquens presentes nelas podem ser bastante raras, assim procure causar o mínimo impacto possível limpando a rocha somente nos locais necessários para a escalada. Se a parede tiver uma grande quantidade de vegetação, de modo que não seja possível progredir por uma via sem destruí-la, é melhor escalar em outro lugar.

Quando existir a opção, escolha sempre descer caminhando, pois o rapel também pode causar danos à vegetação presente na rocha pelo atrito da corda ou por manobras descontroladas.

Resista à tentação de levar "lembranças" para casa.Deixe pedras, artefatos, flores, conchas e outros elementos naturais onde você os encontrou, para que outras pessoas também possam apreciá-los.

Evite qualquer dano em árvores ou na vegetação. Gravar qualquer tipo de marca ou nomes em um tronco de árvore é inaceitável. Além de comprometer a vegetação, você deixa um rastro permanente difícil de apagar. Machados e facões devem ser deixados em casa, principalmente se sua escalada o levar a uma unidade de conservação.

Não utilize a vegetação como apoio, proteção natural ou ancoragem. Se for imprescindível utilizar uma árvore para ancorar um rapel, utilize sempre uma fita de abandono em vez de passar a corda diretamente ao redor da árvore ou de suas raízes. O atrito da corda com a árvore causa danos permanentes. A fita pode ser removida mais tarde quando se tornar insegura. Se você escolher abandonar uma fita escolha uma cor que seja difícil de ser vista à distância.

Sem os vestígios da sua passagem, outros visitantes terão também a agradável sensação de estarem descobrindo um local primitivo e intocado.

Realização:

Centro Excursionista Universitário 

WWF.jpg

Apoio:

CEULogo.png
  • Facebook
  • Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now