CUIDE DOS LOCAIS DE SUA AVENTURA - CORRIDA DE AVENTURA

Cuide das trilhas e dos locais por onde você passa 
 

O circuito de uma corrida de aventura deve dar preferência a terrenos já impactados como trilhas de uso intensivo, estradas e pastagens, de forma a concentrar o impacto nesses locais e evitá-lo em áreas com pouco uso.

Quando a corrida passa por áreas naturais conservadas os organizadores devem adotar os princípios de dispersão do impacto, escalonando as equipes em tempos diferenciados e, quando possível, em trajetos diferenciados.

Os participantes devem manter-se nas trilhas e caminhos abertos evitando atalhos ou "vara-mato". Os atalhos favorecem a erosão e a destruição de plantas e raízes. Procure sempre seguir as trilhas abertas e bem marcadas. Ao sair das trilhas você pode molestar os animais que não estão familiarizados com a presença humana e destruir ninhos e tocas, muitas vezes involuntariamente. Isso pode ser evitado se os todos permanecerem nas trilhas e caminhos abertos e estabelecidos.

Essa é a melhor atitude para você não se perder e chegar ao seu destino da melhor maneira, causando menos impacto. Para reforçar essa orientação a organização da corrida deve penalizar as equipes que forem surpreendidas cortando caminho fora das trilhas.

Algumas competições podem incluir em seu trajeto trechos onde não há trilhas ou caminhos. Nesse caso, a melhor atitude que sua equipe pode adotar para provocar o mínimo impacto é caminhar ou correr lado a lado, evitando a fila indiana que acabará por demarcar uma trilha em local onde antes não existia.

O circuito da prova não deve passar por locais sensíveis como trechos com alto índice de erosão, nascentes e charcos. O início das corridas, quando as equipes saem juntas e a concentração de pessoas é grande, deve ocorrer em terreno já impactado, de preferência distante de áreas conservadas.

Os organizadores das corridas devem realizar um levantamento prévio na área da competição com o objetivo de atualizar as trilhas e caminhos no mapa. Isso auxiliará a navegação dos corredores, evitando que as equipes se percam e consequentemente tenham que caminhar fora de trilha ("varando o mato").

Mantenha-se na trilha mesmo se ela estiver molhada, lamacenta ou escorregadia ou se sua equipe estiver realizando uma "ultrapassagem".

A dificuldade das trilhas faz parte do desafio de vivenciar a natureza. Se você e sua equipe contornam a parte danificada de uma trilha, e as demais equipes também o fazem, o estrago será enorme ao final da corrida.

Quando a sua equipe for ultrapassar outra equipe durante a corrida, escolha uma área aberta para realizar a "ultrapassagem", evitando alargar a trilha. Os organizadores podem adotar critérios rígidos para a ultrapassagem entre equipes, bem como penalidades para equipes que o façam em trechos onde se determina que é proibido ultrapassar, evitando que a trilha seja alargada.

Bivaque e Acampamento.

Em uma corrida os poucos momentos de descanso, ou de sono, são muito preciosos. Mas isso não deve interferir nos critérios de escolha do local onde você e sua equipe irão descansar. Utilize as recomendações do Pega Leve! Caminhadas e Acampamentos para minimizar os impactos em acampamentos.

As áreas de acampamento, de transição e postos de controle devem ser montadas em locais que contem com infra-estrutura apropriada e que sejam resistentes à concentração de pessoas.

Em muitos casos, a organização da prova deve preparar e indicar esses locais a todos os envolvidos com a corrida, visando conter os impactos e poupar as áreas ao redor. Procure sempre utilizar locais que tenham o tamanho adequado para acomodar as barracas do seu grupo sem avançar sobre a vegetação que a rodeia. Caso não caibam todos no mesmo local, procure distribuir as barracas por outros locais próximos que já estejam impactados e abertos.

As áreas de transição, onde as equipes de competidores mudam de atividade (corrida para remo, por exemplo) também devem ser estabelecidas em locais já alterados pela ação humana e que suportem a concentração de pessoas, veículos e equipamentos.

Realização:

Centro Excursionista Universitário 

WWF.jpg

Apoio:

CEULogo.png
  • Facebook
  • Instagram
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now